Bem-Vindo ao Portal da FAI
Com o objetivo de defender os direitos e interesses da comunidade universitária.
Central do Aluno
Matricula:
Ano:
CPF:
Central do Docente
Identificação:
*Caro docente caso não tenha feito o recadastramento de sua senha,informe seu CPF no campo senha.
Senha:
NOTÍCIAS
Imprimir
Arquivos
Home

Ex-aluno de Agronomia descobre paixão pela pesquisa, conclui mestrado e inicia doutorado
O engenheiro agrônomo Luiz Eduardo Tilhaqui Bertasello pretende atuar como pesquisador na área de melhoramento de plantas
Segunda-Feira, 1 de Outubro de 2018
por Daniel Torres de Albuquerque
Ex-aluno de Agronomia da UniFAI e agora doutorando, Luiz Eduardo Tilhaqui Bertasello pretende atuar como pesquisador na área de melhoramento de plantas
foto de Arquivo Pessoal

Concluir a graduação e ingressar no mercado de trabalho é o sonho de quase todo estudante universitário, mas há aqueles que sonham ainda mais alto: permanecer no ambiente acadêmico e mergulhar no mundo da pesquisa.

Esse é o pensamento do pacaembuense Luiz Eduardo Tilhaqui Bertasello, ex-aluno do curso de Agronomia do Centro Universitário de Adamantina (UniFAI). Ele concluiu a graduação em 2013, atuou em diversos setores, mas foi nos estudos que encontrou a sua paixão.

“Depois da minha formação em Agronomia na FAI, trabalhei em diferentes segmentos no setor agrário, como qualidade de grãos, assistência técnica, comercial e, por fim, na área de pesquisa. Sendo assim, essa última (pesquisa) foi a qual eu mais gostei e me identifiquei profissionalmente. A partir daí comecei a procurar e investir melhor em minha formação profissional e currículo, para seguir futuramente como pesquisador”, afirmou.

O jovem engenheiro agrônomo descobriu o seu espaço profissional enquanto trabalhava em uma multinacional na área de Pesquisa no estado do Mato Grosso e resolveu se especializar no segmento, com a busca de um mestrado. “Realizei uma pesquisa nos programas de pós-graduação das universidades públicas, optando, assim, pela Unesp [Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”] de Jaboticabal (SP). Com alguns meses de estudos dentro do conteúdo programático exigido, realizei o processo seletivo e fui aprovado”, contou.

A pesquisa intitulada “Efeito da Adubação Nitrogenada e Inoculação com Azospirillum brasilense em Caracteres Agronômicos de Genótipos de Milho” buscou desenvolver o melhoramento genético na cultura do milho.

“O objetivo da pesquisa foi avaliar e caracterizar o desempenho agronômico de genótipos de milho submetido a dois manejos para fornecimento de nitrogênio as plantas (químico e biológico), sendo adubação nitrogenada de cobertura com ureia, e inoculação via solo com bactérias diazotróficas Azospirillum brasilense”, destacou Bertasello.

Porém, para dar esse salto na carreira profissional, Luiz Eduardo reconheceu a importância da base tida em sua graduação ainda nos tempos de faculdade. “O curso de Agronomia da UniFAI apresenta uma boa qualidade de ‘base inicial’ para todo o estudante que deseja exercer atividade profissional na área da Agronomia, apresentando boa estrutura física (salas de aula, laboratório, auditório etc.). Apresenta também um excelente corpo docente formado por grande maioria de doutores, com ótimo nível de conhecimentos teóricos e práticos”, disse ele.

Luiz Eduardo Bertasello concluiu o mestrado em 3 de agosto deste ano e, três dias depois, iniciou o doutorado também na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), da Unesp de Jaboticabal, na região de Ribeirão Preto. “Meu objetivo futuramente é exercer a atividade trabalhando como pesquisador em uma multinacional, na área de melhoramento de plantas”, revelou.

Confira abaixo a íntegra da entrevista com o ex-aluno Luiz Eduardo Tilhaqui Bertasello à equipe do Departamento de Comunicação da UniFAI:

UniFAI - Como foi a sua preparação para ingressar no programa de mestrado?
Luiz Eduardo - Eu estava trabalhando em uma multinacional na área de Pesquisa no estado do Mato Grosso (2,5 anos), foi quando resolvi me especializar neste segmento, com a busca de uma pós-graduação (mestrado). Realizei uma pesquisa nos programas de pós-graduação das universidades públicas, optando, assim, pela Unesp [Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”] de Jaboticabal (SP). Com alguns meses de estudos dentro do conteúdo programático exigido, realizei o processo seletivo e fui aprovado.

UniFAI - O que te motivou a seguir a área?
Luiz Eduardo - Depois da minha formação em Agronomia na FAI, trabalhei em diferentes segmentos no setor agrário, como qualidade de grãos, assistência técnica, comercial e, por fim, na área de pesquisa. Sendo assim, essa última (pesquisa) foi a qual eu mais gostei e me identifiquei profissionalmente. A partir daí comecei a procurar e investir melhor em minha formação profissional e currículo, para seguir futuramente como pesquisador.

UniFAI - Em qual área foi o seu mestrado?
Luiz Eduardo - “Agronomia - Genética e Melhoramento de Plantas”, no caso eu trabalhei com melhoramento genético na cultura do milho. Minha dissertação leva o título de “Efeito da Adubação Nitrogenada e Inoculação com Azospirillum brasilense em Caracteres Agronômicos de Genótipos de Milho”.

UniFAI - Em qual Instituição? Por quanto tempo? E como foi a sua programação/rotina de estudos?
Luiz Eduardo - Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), da Unesp. O tempo do mestrado é de 24 meses (dois anos). No primeiro ano do mestrado temos que cumprir algumas disciplinas obrigatórias e outras opcionais, ao mesmo tempo intercalando com os trabalhos de pesquisa a campo e laboratório, escrita de projeto e artigos científicos. Com o término das disciplinas e conclusão dos experimentos a campo, temos um trabalho completo de preparo dos dados (escrita e estatística), para então realizar o exame geral de qualificação e posteriormente a defesa final da dissertação.

UniFAI - Qual a sua atividade profissional atualmente? Em qual Instituição? Onde está localizada?
Luiz Eduardo - Sou engenheiro agrônomo, mas atualmente não estou trabalhando, pois sou bolsista Capes [Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, ligado ao Ministério da Educação] dentro da universidade com meu projeto e, durante o tempo que estamos vinculados a esta bolsa, temos que nos dedicar exclusivamente à pesquisa científica (não podendo exercer outra atividade remunerada). Instituição: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), da Unesp de Jaboticabal (SP).

UniFAI - O curso de Agronomia da UniFAI te deu o suporte necessário para mais esse passo em sua carreira profissional?
Luiz Eduardo - Sim, com certeza. Principalmente os professores aos quais posso chamar de amigos. Pois, mesmo depois de minha formação, com o tempo sempre tive algum tipo de contato com meus professores, tirando dúvidas, sugestões e pedindo alguns conselhos profissionais (principalmente quando entrei na pós-graduação).

UniFAI - Como você avalia o curso de Agronomia da UniFAI quanto à estrutura, o conteúdo programático e pedagógico e o corpo docente?
Luiz Eduardo - O curso da UniFAI em Agronomia apresenta uma boa qualidade de “base inicial” para todo o estudante que deseja exercer atividade profissional na área da Agronomia, apresentando boa estrutura física (salas de aula, laboratório, auditório etc.). Apresenta também um excelente corpo docente formado por grande maioria de doutores, com ótimo nível de conhecimentos teóricos e práticos. Na questão de conteúdo programático, acredito que a Instituição poderia investir um pouco mais na questão de pesquisa científica (Agrárias), por exemplo com campos experimentais (fazenda, sítio) adequados para o estudante colocar em prática o que se aprende na sala de aula e realizando a sua pesquisa científica (TCC, artigos).

UniFAI - Quais são seus planos para o futuro?
Luiz Eduardo - Em 3 de agosto concluí o meu mestrado. Em 6 de agosto iniciei meu doutorado. Portanto, atualmente e nos próximos 36 meses estarei me dedicando e trabalhando em novos projetos durante o curso de doutorado. Meu objetivo futuramente é exercer a atividade trabalhando como pesquisador em uma multinacional, na área de melhoramento de plantas.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Rua Nove de Julho, 730 - Centro - CEP 17800-000 Adamantina SP - (018) 3502-7010

Portal UNIFAI - Centro Universitário de Adamantina :: Política de Privacidade - © Copyright - Todos os direitos reservados