PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA NO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ADAMANTINA


PIBID – 2018-2020 CAPES/MEC


Iniciamos no dia 01 de agosto de 2018 mais um Programa PIBID, desta vez correspondente ao período 2018-2020!

 

O objetivo do novo Programa PIBID será o de estimular a interação entre o Licenciando e o Educador na Licenciatura, exercitando o seu processo de formação profissional através de núcleos multidisciplinares estabelecidos tanto nas Redes Estadual quanto Municipal de Adamantina, Pacaembu, Flórida Paulista, Lucélia e Osvaldo Cruz. Além de impulsionar o graduando das Licenciaturas a estabelecer um diálogo mais profundo com os professores de cada área de Conhecimento, terá o Bolsista de Iniciação à Docência apoio concentrado do Coordenador de Área do seu Núcleo, recebendo orientações para melhor se adaptar ao futuro mercado de trabalho.

 

Trata-se de um novo tipo de colaboração do Estado, através do Ministério da Educação e Cultura, visando propor ações destinadas à aceleração da aprendizagem e melhores desempenhos quanto ao aspecto de manipulação multidisciplinar do Conhecimento.

 

Nesta nova fase do Programa PIBID o Centro Universitário de Adamantina atuará com enorme responsabilidade de contrapartida para auxiliar no custeio do Programa. Vale a ressalta de ser o novo Programa PIBID-2018-2020 direcionado aos acadêmicos integrados do início ao meio do Curso e cabendo a ele a continuidade de ser Bolsista dentro do Programa Residência Pedagógica, recém instalado para dinamizar o desempenho do antigo PIBID/CAPES.

 

A integração entre o Centro Universitário de Adamantina e os órgãos dirigentes das Redes Estadual e Municipal de Ensino ocorrerá de modo diferente a partir deste novo Programa, pois está em ação a Plataforma Freire, coordenada pela CAPES, para supervisionar o desempenho dos Núcleos Multidisciplinares na Região de Adamantina. Tem o Bolsista de cada núcleo multidisciplinar o direito a uma Bolsa de Estudos e para intensificar o processo de formação docente, através de orientações e exercícios propostos aos licenciandos, Professores das Redes Municipais e Estaduais de Adamantina participam também enquanto Bolsistas enquadrados na função de Supervisores.

 

Inserindo o conceito de produtividade nas ações a serem polarizadas nas Experiências Didáticas, o PIBID 2018-2020 contabiliza ações em 9 Núcleos distribuídos em 8 Escolas, 3 Coordenadores de Área e 9 Professores- Supervisores da Rede Estadual e Municipal e atuando na Diretoria Regional de Ensino de Adamantina, num total geral de 72 Bolsistas de Iniciação à Docência.

 

Sejam todos os Bolsistas bem-vindos ao novo Programa PIBID,Coordenadores dos NÚCLEOS MULTIDISCIPLINARES, Bolsistas de Iniciação à Docência e Professores supervisores da Rede Estadual e Municipal de Adamantina! Lutamos por um futuro melhor para a sociedade brasileira através da integração cada vez mais consistente do PIBID às novas disposições estabelecidas para a Educação Básica!

Prof. Dr. Orlando Antunes Batista
Coordenador Institucional



PROGRAMA RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA/CAPES/UNIFAI


2020-2022


Nesta proposta destacaremos os esforços envolvendo a sistematização técnica da vocação do futuro educador diante da responsabilidade a ser conferida para o seu papel-função na sociedade. Por tal razão, o perfil do futuro licenciado dependerá das condições técnicas oferecidas pelo Projeto Institucional diante das funções a serem exercitadas por um Residente na fase de trabalho de campo na Residência Pedagógica. Nestes pressupostos inseriremos o papel da motivação para a constituição progressiva de sua vocação e a se tornar consistente pelo acompanhamento do Projeto pelo Coordenador Institucional. Este diferencial será didaticamente revisto durante o desenvolvimento do Programa Residência Pedagógica pelo Docente Orientador, por estar ligado às formulações das ações e pelo Professor Preceptor, acompanhando o Estágio Supervisionado e tendo estas condições de reavaliar o Estágio e por qual horizonte didático se projetaria a habilitação do Bolsista Residente. As diretrizes para solidificação do papel-função do Bolsista Residente emanarão de estudos em grupo a serem realizados pelo Docente Orientador, Preceptor e Bolsistas Residentes diante da Base Nacional de Conteúdos Curriculares. A projeção da Neurociência, terá de projetar um espaço técnico-pedagógico capaz de envolver todos os itens estruturadores do Programa Residência Pedagógica, incluindo até o Docente Orientador, a ser considerado imprescindível e tendo de atuar enquanto âncora do conjunto das ações a serem desenvolvidas nos núcleos multidisciplinares e acompanhando a dinâmica dos modelos de registro de Estágio Supervisionado e se eles merecem alguma sugestão de alteração, fato a ser discutido com os Professores de Didática e Prática de Ensino. As modelagens do comportamento do Bolsista Residente será embasada por um conjunto de fatores didaticamente estabelecidos para ser permitido, no final do Programa Residência Pedagógica, obterem-se condições efetivas de avaliação do Bolsista Residente, fato a ser evidenciado quando ele adentrar a fase de Socialização do Conhecimento e expondo se o Projeto Político Pedagógico da Escola realmente se integrou com as diretrizes BNCC na dinâmica das ações formuladas para o seu núcleo multidisciplinar. Este pormenor terá relevância para a depuração do desempenho intelectual e técnico do Bolsista Residente durante as execuções das ações. Pelo Projeto contendo a Educação Básica alinhada por diretrizes da BNCC, teremos condições pedagógicas de contribuir para a futura melhoria da metamorfose da unidade didática num experimento, cuja essência tornaria a Inteligência do Bolsista Residente e do aluno das Redes Estaduais e Municipais ainda mais motivadas para vencer as barreiras interceptadoras da projeção da Intuição.

Prof. Dr. Wendel Cleber Soares
Coordenador Institucional